16 Questão de minutos!

Quando for ao banheiro, não se acanhe. Mantenha a porta bem escancarada! Pois pode acontecer que, ao sair, você se encontre em outro lugar!

.

Naquela manhã de sexta-feira, Adal abriu os olhos, espreguiçou-se e pulou da cama num longo e demorado suspiro. Seria mais um dia como todos os outros, não fosse a data muito especial: o aniversário de Ahninha, sua namorada. Reuniriam seus velhos amigos num barzinho da praça e fariam a comemoração. Seria uma festa surpresa. Tudo fora preparado durante a semana, sem que a aniversariante tomasse conhecimento dos preparativos, mesmo sabendo que se preparava uma festa… Nem podia imaginar que seria ela a convidada principal. Umas 20 pessoas amigas estariam presentes, fora os “intrusos” de última hora, coisa natural para conhecidos como eles. Adal trabalhava numa agência de publicidade e Ahninha como produtora de moda, numa revista regional. Ambos se conheceram casualmente numa sessão de fotos em uma loja de acessórios; ele acompanhava o trabalho para o seu cliente, e ela selecionava os produtos a serem fotografados. Terminado o trabalho, ele a convidou para tomar um refrigerante na lanchonete da esquina, e lá mesmo, naquele local, sem saber o porquê iniciaram o namoro. Quatro anos de intenso amor e companheirismo. Davam-se muito bem, e estavam planejando se casar no final do ano, numa cerimônia simples. Uma das surpresas dele seria o anel de noivado, que havia comprado para aquela ocasião.

Após uma chuveirada rápida, vestiu uma calça jeans, tênis e camiseta preta, pegou as chaves do carro e saiu para o trabalho. Às sextas podiam ir mais à vontade, sem os tradicionais ternos. Não faria nenhuma visita aos clientes, apenas trabalharia internamente, despreocupado. Chegando à agência, foi logo para o Departamento de Criação checar algumas peças que estavam sendo desenvolvidas, e que deveriam ficar prontas naquele dia. O tempo escoou rápido e, quando olhou para o relógio, já eram quase 16 horas! Uma das coisas mais impressionante do seu trabalho era que se desligava completamente, dedicando-se aos seus afazeres diários. Sentia o maior prazer quando criava os textos, elaborava os teasers, ou desenvolvia os briefings para demonstração aos clientes. Às vezes virava a noite sem perceber, e somente quando o dia começava a raiar, é que se dava conta que o tempo fluíra. Nestes momentos, gostaria que o dia tivesse 72 e não 24 horas. Ahninha reclamava da sua ausência… Dizia que gostava mais da agência do que dela! Os amigos também se ressentiam da sua presença… Prometera que ia administrar melhor o seu tempo para estar sempre presente. Despediu-se do pessoal do Departamento, pegou o carro no estacionamento e saiu. O horário de verão era bom porque adiantava o relógio em 1 hora, e as pessoas bonitas e alegres, bem vestidas, já começavam a aparecer na rua. Na verdade, eram aquelas que saíam dos escritórios e paravam nos barezinhos para tomarem uma cerveja ou um “chopp”, diziam que também eram “Filhos de Deus” e tinham aquele direito sagrado. Passou na revista onde Ahninha trabalhava e, como haviam marcado, ficou aguardando que ela saísse, mas antes avisou pelo celular que a esperava logo em frente.

Todas as sextas, geralmente ela deixava o carro em casa e saíam no carro dele, depois ou dormia no apartamento de Adal ou ia para casa, quanto tinha algum compromisso no sábado pela manhã. Aquela sexta não seria diferente, só que terminariam a noite num lugar bastante aconchegante…

.

Gostou do que leu? Quer continuar a leitura? Adquira o meu livro: CONTOS DO NAVEGADOR #1

.

Anúncios

Sobre dekowes

Escritor, Jornalista, artista gráfico, web designer e videomaker. Resido em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, curto caminhada e pratico Swàsthya Yoga.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: